Achyrocline satureioides - Macela

Antialérgica, antiespasmódica, anti-inflamatória, sedativa, bactericida e tônica.

Mais detalhes

Opções

Preço
  • R$ 12,90


Avise-me quando disponível

A macela (Achyrocline satureioides) é uma erva/arbusto da flora brasileira também conhecida por macela-do-campo, macelinha, macela de travesseiro, carrapichinho-de-agulha, camomila nacional etc. Em algumas regiões, em português não padrão, é chamada de "marcela".

É um arbusto perene que atinge cerca de um metro de altura e que na região sul costuma florescer no mês de março. As flores são amarelas, com cerca de um centímetro de diâmetro, florescendo em pequenos cachos. As folhas são finas e de cor verde-claro, meio acinzentada, que se destaca do restante da vegetação do campo.

Na região sul do Brasil as flores da macela costumam ser usadas pela população como estofo de travesseiros para os bebês, por se acreditar que tenha efeitos calmantes.

As flores têm um aroma agradável e a infusão destas ou de suas folhas supostamente alivia dores de cabeça, cólicas e problemas estomacais.

Especificamente no Rio Grande do Sul há a tradição de colheita da macela na Sexta-Feira Santa, antes do sol nascer; pois acredita-se que a colheita nesse dia traga mais eficiência ao chá das flores.

Na cosmética, a macela também atua como um bom clareador natural para os cabelos de tons castanho claro à louro, ainda que seja bem menos conhecida para essa finalidade que a camomila, a macela é o principal componente ativo de alguns xampus para cabelos claros.

 

Indicações: Azia, cálculo biliar, clarear cabelos, cefalalgias, cólicas intestinais, contrações musculares bruscas, contusões, desordens menstruais, diabetes, diarréias, disenteria, disfunções gástricas e digestivas, dor de cabeça, dor de estômago, epilepsias, espasmos, estimulante da circulação capilar, febre; gastrite, impotência, inapetência, inflamação, lavar feridas e úlceras, má digestão; pele e cabelos delicados; nervosismo, perturbações gástricas, protetor solar, queda de cabelos, resfriado, retenção de líquidos, reumatismo, suores fétidos nos pés. Suas flores secas são utilizadas em muitas regiões para o preenchimento de travesseiros e acolchoados.


Contra indicações: Pessoas alérgicas, ou que estejam em tratamento de quimioterapia.
Modo de uso

Infusão de 2 xícaras das de cafezinho em ½ litro de água. Tomar 6 xícaras das de chá ao dia;  Beber 3 a 4 xícaras ao dia após as refeições;

Uso externo: infusão de 30 g de flores em 1 litro de água. Aplicar na forma de compressas 3 a 4 vezes ao dia para lavar feridas e úlceras e para banhar os pés contra chulé.

Nenhum comentário de clientes no momento.

Somente usuários registrados pode postar novos comentários.

Carrinho  

Nenhum produto

Frete R$ 0,00
Total R$ 0,00

Finalizar

Categorias

Curta no Facebook